Como funciona o processo de design de um website?

post-design

Mais texto? Mais imagens? Roxo? Azul? Site em uma página ou em várias? Pagamento online ou recebo em dinheiro? Já sei! Vou por um vídeo logo de entrada! Ou será que não?

Essas são perguntas muito comuns que nos fazemos quando estamos pensando no nosso website. Mas qual é a resposta? Como escolho o design do meu website?

Primeiro vamos a algumas definições: design não é só cor, imagens e desenhos. É muito, mas muito mais que isso. 

De acordo com o MIT:

"Um bom designer deve ser um bom artista, um bom tecnocrata, um pensador lógico, uma pessoa prática que pode correlacionar a tecnologia com a inovação a um custo razoável. Um designer deve entregar os bens para a sociedade da maneira mais econômica e em determinados prazos"

http://www.mitid.edu.in/What-is-design.html, tradução livre.

Então neste texto estamos falando de algo mais abrangente do que apenas cor e imagens, que pode ser traduzido pela Interaction Design Foundation pelos seguintes passos para o "Design Thinking":


1. Empatizar:

Apesar do termo estranho a ideia é simples: Entender o "problema" a ser resolvido. É uma etapa de esclarecimento, que pode envolver experts e profissionais da área. É o momento onde o "design thinker" pôe de lado seus conceitos sobre o mundo e assume conceitos da área do objeto a ser estudado.

- Para webdesign: Etapa importante para realizar uma análise imparcial do meio onde encontra-se o objeto estudado, por exemplo o dia a dia do nutricionista, do grupo, do local impactado pela atuação do profissional e de quem interage com ele.

2. Definir (o problema):

Esta etapa unimos as informações coletadas na etapa anterior e definimos o problema a ser solucionado por este design. O importante é não definir como algo centrado no desejo da companhia, por exemplo: Em vez de definir como "Nós precisamos aumentar o market-share de alimentos voltados a adolescentes em 5%", o correto seria: "Adolescentes precisam de uma alimentação nutritiva para prosperar, serem mais saudáveis e crescer".

Portanto com esta definição você dá início ao pensamento da próxima etapa, começa a criar ideias que tentem solucionar o problema, começa por exemplo se perguntar: "Como podemos ... encorajar os adolescentes a realizarem uma ação que os beneficie e também envolva o produto ou o serviço alimentar da sua empresa?"

- Para webdesign: Esta etapa define o problema a ser solucionado pelo website. De um universo de inúmeras outras discussões, foi definido o que deve ser "atacado". 

3. Idealizar:

Após entender o contexto e definir o problema, chega a fase de idealizar, de encontrar a solução que melhor endereça o que foi definido. Existem diversas técnicas que auxiliam no processo de idealização como por exemplo o Brainstorm, o Brainwrite e o "Pior ideia possível" (este é muito engraçado).

- Para webdesign: etapa fundamental para guiar o processo de construção do website, onde são avaliadas limitações e oportunidades técnicas. O webdesigner inicia seu pensamento sobre performance, sobre interação empresa - usuário e começa a ter ideia de qual é a melhor solução técnica e as ferramentas para o desenvolvimento do site.

4. Prototipar

Momento de construção da solução em menor escala, com funcionalidades prematuras para que já possam ser avaliadas as soluções idealizadas na etapa anterior. No final desta etapa, tem-se uma melhor idéia das restrições inerentes ao produto, os problemas que estão presentes e uma perspectiva melhor/mais assertiva de como os usuários reais se comportam, pensam e sentem ao interagir com o produto final.

- Para webdesign: Momento onde o seu site começa a dar os primeiros passos e as funcionalidades são desenvolvidas parte por parte, para que o produto final esperado esteja de acordo com o definido nas etapas anteriores.

5. Testar

Etapa que consiste em testar rigorosamente o produto completo usando a melhor solução identificada durante a fase de prototipagem. Esta é a etapa final do modelo de 5 estágios, mas em um processo iterativo, os resultados gerados durante a fase de teste são freqüentemente usados para redefinir um ou mais problemas e informar a compreensão dos usuários, as condições de uso, como as pessoas pensam , comportar-se e sentir, e simpatizar. Mesmo durante esta fase, alterações e aperfeiçoamentos podem ser feitos para excluir soluções problemáticas e obter uma compreensão profunda do produto e seus usuários quanto possível.
- Para webdesign: Antes de publicar o site é feita uma bateria de testes para encontrar pequenos erros que podem ter ficado para trás. São feitas avaliações e ajustes de performance, e estando tudo dentro do esperado, o site é publicado e começa a receber dados valiosos sobre a experiência dos usuários, que pode gerar novos ajustes!


Portanto, a respostas para as perguntas no início do artigo encontram-se diluídas nestas etapas e mostram como o processo de desenvolvimento de websites utilizado pela Coneglian é tão completo e permeia as etapas de 1 a 5 para garantir o melhor resultado para sua empresa. 

Gostou do artigo? Ficou interessado em ter um novo website? Entre em contato! Vamos conversar!

Abraços, Renato Coneglian.